Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PROTEU



Sexta-feira, 05.05.06

Le Petit Fait-Divers

«O Ministério da Educação está a dar novas orientações às escolas para a ocupação plena dos tempos escolares. Uma das regras passa pelos docentes avisarem com antecedência que vão faltar, por forma a serem substítuídos por outro professor. Caso contrário, correm o risco de falta injustificada.» (in TSF online)

Mais umas das obras-primas desta equipa ministerial. Esta medida só me provoca dois míseros comentários:

  1. Pelos vistos as tão faladas aulas de substituição foram um fiasco pedagógico. A relação entre as aulas de substituição, por um qualquer professor que estivesse de escala, e o aumento do sucesso educativo nunca foi, por este ministério, cabalmente demonstrada. Aliás, neste contexto, tal seria uma impossibilidade científica. Mais, essa nunca foi a verdadeira razão de ser da criação das aulas de substituição.
  2. A maior parte das vezes, um professor não consegue prever, com a antecedência que a ilustre senhora ministra desejaria, uma doença sua ou de um dos seus familiares de si dependentes.
 

Esta medida resulta duma opinião, hoje generalizada entre ministra e secretário de estado, segundo a qual o insucesso educativo resulta, em grande medida, do chamado absentismo docente. Meus amigos, se os programas das diferentes disciplinas, não são trabalhados na sua totalidade, isso resulta, antes de mais, da sua própria extensão. Nenhum professor, mesmo que nunca falte, respeitando os ritmos de aprendizagem dos seus alunos, consegue, por exemplo, trabalhar com a necessária profundidade a totalidade do programa de matemática do 10º ano. A não ser que dê aulas a alunos muito especiais.

No que diz respeito à partilha da planificação das aulas entre colegas, nada a dizer, a não ser que isso já hoje se faz em muitas das nossas escolas.

Por tudo isto, parece que estamos perante mais um dos fait-divers em que este ministério se vem tornando especialista. Enquanto esta brincadeira vai continuando, a problemática da gestão de conflitos e de combate à indisciplina e violência nas escolas continua a ser ignorada. No Reino Unido, essa terra de ignorantes e incompetentes, esta é hoje a grande frente de batalha do sistema educativo. Como de costume, nós iremos olhar para isso lá para 2020. Mais uma vez chegaremos atrasados à modernidade. Mas nós já estamos habituados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 23:04



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2006

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031